Início > brtos > O que é o BRTOS?

O que é o BRTOS?

BRTOS é um sistema operacional de tempo real desenvolvido por Gustavo Weber Denardin, professor da Universidade Tecnológica Federal do Paraná – Campus Pato Branco (atualmente doutorando em Eng. Elétrica na Universidade Federal de Santa Maria) e por Carlos Henrique Barriquello, também doutorando em Eng. Elétrica na Universidade Federal de Santa Maria.

O BRTOS foi desenvolvido com o intuito de ser um sistema operacional simples, com o mínimo de consumo de memória de dados e programa. Isto deve-se ao reduzido poder computacional e memória disponíveis nos microcontroladores de baixo custo de 8, 16 e 32 bits disponíveis no mercado. Através da utilização de um RTOS torna-se possível desenvolver aplicações mais organizadas e estruturadas, gerenciando de forma eficiente o ambiente de tarefas concorrentes, inerente a sistemas embarcados.

A utilização de um Sistema Operacional de Tempo Real provê ao desenvolvedor de sistemas embarcados um conjunto de ferramentas que além de facilitar o desenvolvimento, torna o código gerado mais portável, permitindo a mudança de plataforma caso seja necessário. Imagine que você possua um produto utilizando um microcontrolador que deixou de ser fabricado. Se o produto foi desenvolvido de forma não portável, o tempo de adaptação para outro microcontrolador disponível no mercado será maior.

Projetos de sistemas embarcados de menor complexidade ainda utilizam a linguagem de programação Assembly. Embora seja possível criar um código altamente otimizado, esta linguagem é extremamente dependente da CPU utilizada, além de não ser estruturada. Este tipo de linguagem dificulta muito a portabilidade do sistema desenvolvido para outra plataforma. Devido a este motivo, a linguagem de programação utilizada no projeto foi o C. Mesmo o código sendo desenvolvido em C, é possível que o código não seja 100% compatível com todos os ambientes de programação existentes no mercado.

A licença utilizada no BRTOS é a MIT. Esta licença de software foi criada pelo Massachusettes Institute of Technology. A licença MIT é permissiva, ou seja, permite a reutilização de código licenciado dentro de softwares proprietários, desde que a licença seja distribuída com este software. A licença também é compatível com a licença GPL, o que significa que a GPL permite a combinação e redistribuição de códigos que utilizam a licença MIT.

Experimente o BRTOS:

http://code.google.com/p/brtos

Anúncios
  1. 03/08/2013 às 14:52

    Muito interessante o projeto. Já pensei em criar algo do gênero, porém não sei programar em linguagem de baixo nível e conheço pouco de hardware.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: